3º WORKSHOP SISTEMA REVESTIMENTOS CERÂMICOS

May 3, 2017

Dando continuidade a iniciativa de estabelecer uma efetiva abordagem sobre as questões relacionadas à patologia de desplacamento cerâmico, a ANFACER realizou, em março, o 3ª Workshop Sistema Revestimentos Cerâmicos. O encontro aconteceu durante a 15ª EXPO REVESTIR e contou com a presença de cerca de 70 pessoas entre profissionais do setor cerâmico, laboratórios e órgãos certificadores, engenheiros, imprensa especializada e construtores.

Na pauta do evento, palestras dos engenheiros Fabiana Ribeiro (FHC Consultotia), Alexandre Tomazelli (Toten Engenharia) e Maurício Rezende (CCB - Centro Cerâmico do Brasil) e mesa de debates entre todos os palestrantes, além de Lydio Bandeira de Mello, representante do COMAT/CBIC e mediação de Amanda Neme, coordenadora da Comissão de Estudo de Desplacamento ANFACER e gerente de engenharia e qualidade da Gail.

Engª Fabiana Ribeiro conduziu sua apresentação sob o ponto de vista de uma projetista. A engenheira fez uma introdução sobre como funciona o sistema aderido, passando pelas fontes de movimentos nas camadas dos revestimentos e os tipos de argamassa; e concluiu mostrando os fatores que podem causar ou contribuir para a patologia porém, perfeitamente evitadas com ações preventivas. Em sequencia, afirmou que acredita ser "imprescindível que seja feita uma ampla avaliação do projeto. Quais são os pontos críticos no projeto arquitetônico e no projeto de estrutura? Há ainda que se atentar ao controle de qualidade dos materiais e questões de produção que vão desde os cuidados com a argamassa colante, técnica de assentamento das placas até treinamento de assentadores e rejuntadores".

Em seguida, Alexandre Tomazelli, endossou o ponto de vista apresentado pela engenheira Fabiana reiterando a importância do uso correto da argamassa de acordo com a necessidade do projeto, execução das normas requisitadas, fiscalização de qualidade e treinamento constante da mão de obra.

Por fim, Profº Maurício Resende, diretor técnico do CCB (Centro Cerâmico do Brasil) mostrou o andamento da segunda fase do estudo desenvolvido por entidades de Pesquisa e Desenvolvimento e patrocinado pela ANFACER. Maurício explicou que esse momento do processo resume-se em apresentar e discutir a metodologia do estudo científico e os primeiros resultados de caracterização das argamassas colantes de acordo com ensaios técnicos de resistência e flexibilidade.

Ao fim desta etapa, também se pretende responder questões sobre a necessidade da revisão da norma de argamassa colante para criar mais requisitos e critérios de aceitação do produto, o desempenho desta argamassa para um revestimento composto por placa cerâmica com elevada EPU e a influência da imperfeição do assentamento.

O trabalho conduzido pelo diretor técnico do CCB tem objetivo de selecionar as argamassas e placas cerâmicas para a realização da Parte 3 do estudo, que corresponde a uma investigação laboratorial em grande escala, correlacionando às demais variáveis em simulações de sistemas, como emboço, estrutura e falhas de execução.

 

Please reload